#competições #longboard #clássico #surf #eventos 
Austrália

Chloé Calmon brilha na abertura do Circuito Mundial de Longboard na Austrália

João Carvalho

Challenger Series deve abrir a quarta-feira, terça à noite no Brasil

 O GWM Sydney Surf Pro apresentado pela Rip Curl está promovendo nesta semana na Austrália, a segunda etapa do World Surf League (WSL) Challenger Series e a primeira do WSL Longboard Tour 2022. Nos dois primeiros, apenas os longboarders competiram e a brasileira Chloé Calmon foi o grande destaque nas ondas de Manly Beach. Ela estreou fazendo os recordes do campeonato na segunda-feira e já está nas quartas de final. Além dela, três brasileiros e dois peruanos vão disputar as oitavas de final. A expectativa é de que a quarta-feira seja iniciada pela etapa do WSL Challenger Series. A primeira chamada será as 7h00 na Austrália, 18h00 da terça-feira no Brasil, com transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

Nos pranchões, Chloé Calmon começou muito bem a corrida pelo título mundial da temporada, que será disputado em três etapas esse ano. Ela competiu na primeira bateria e já fez as marcas a serem batidas no GWM Sydney Surf Pro apresentado pela Rip Curl. Mostrando muita fluidez na combinação das manobras mais tradicionais do longboard, conseguiu uma nota 8,00 na segunda onda que surfou. Depois, foi melhor ainda para ganhar 8,40 e 9,23 dos juízes, totalizando imbatíveis 17,63 pontos, contra 11,50 de Tully White e 10,57 da também australiana Kirra Molnar.

“Estou muito feliz por estar de volta a Austrália depois de 2 anos e tentei surfar tranquila, procurando me divertir aqui em Manly, porque as ondas são bastante parecidas com as dos beach breaks (praias de fundo de areia) que surfo em casa no Rio de Janeiro”, disse Chloé Calmon, após sua vitória na segunda-feira. “Está sendo ótimo também estar aqui com o meu treinador, Matt Chojnacki, que é local de Manly. Estou aprendendo bastante sobre a cultura do surfe aqui e as condições do mar desta manhã estão ótimas para o longboard. Espero que continuem assim até o final”.

Nas etapas do World Surf League Longboard Tour, as duas melhores surfistas de cada uma das seis baterias da primeira fase, avançam direto para as oitavas de final. A peruana Maria Fernanda Reyes ficou em último na sua estreia e teve que passar pela repescagem. Novamente, ela não conseguiu surfar bem em Manly Beach e foi eliminada em 17.o lugar no GWM Sydney Surf Pro.

Chloé Calmon avançando para as quartas de final na terça-feira (Crédito: Cait Miers / World Surf League)

Já Chloé Calmon fez mais uma grande apresentação na terça-feira, somando notas 8,50 e 7,23 para derrotar a australiana Kirra Molnar por 15,73 a 12,63 pontos na abertura das oitavas de final. A carioca vai disputar a primeira vaga para as semifinais com a japonesa Natsumi Naoka, que se destacou no segundo dia, despachando a norte-americana Lindsay Steinriede com o segundo maior placar do campeonato, 16,67 pontos. Só ficou abaixo dos 17,63 da brasileira.

Na categoria masculina, todos os três participantes do Brasil e os dois do Peru, seguem na disputa do título do GWM Sydney Surf Pro apresentado pela Rip Curl. Os bicampeões mundiais Phil Rajzman e Piccolo Clemente tropeçaram em suas estreias, mas aproveitaram a segunda chance de classificação na repescagem, assim como Augusto Olinto. Todos já estão escalados para disputar as oitavas de final.

O carioca Phil Rajzman, que está participando do Circuito Mundial de Longboard deste ano com um convite especial da World Surf League, vai disputar a primeira vaga para as quartas de final com o inglês Ben Skinner. Na segunda bateria, Jefson Silva enfrenta o norte-americano Taylor Jensen. Na terceira, entra o peruano Piccolo Clemente com Kai Sallas e na quarta Augusto Olinto com outro havaiano, Kaniela Stewart. O outro peruano, Lucas Garrido Lecca, está na sexta oitava de final com o norte-americano Cole Robbins.

CIRCUITO MUNDIAL - As duas primeiras etapas do World Surf League Longboard Tour 2022 valem 5.000 pontos. Já a última terá pontuação dobrada, com as vitórias valendo 10.000 pontos. Para definir os títulos mundiais da temporada, os rankings masculino e feminino irão computar os dois melhores resultados de cada atleta, ou seja, as duas maiores pontuações conseguidas nas três etapas. 

CALENDÁRIO DO WORLD LONGBOARD TOUR 2022:

1.a: Mai 16-24: GWM Sydney Surf Pro em Manly Beach, Sidney, Austrália

2.a: Ago 03-07: Vans Duct Tape Invitational em Huntington Beach, Califórnia, EUA

3.a: Out 03-13: WSL Longboard Championships em Malibu Beach, Califórnia, EUA

TRANSMISSÃO AO VIVO – As três etapas do World Longboard Tour 2022 serão transmitidas ao vivo pelo WorldSurfLeague.comAplicativo da WSL e YouTube da World Surf League.

PRÓXIMAS BATERIAS DE LONGBOARD NO GWM SYDNEY SURF PRO:

QUARTAS DE FINAL – Derrota=5.o lugar:

1.a: Chloe Calmon (BRA) x Natsumi Taoka (JPN)

2.a: Mason Schremmer (EUA) x Tully White (AUS)

3.a: Honolua Blomfield (HAV) x Sophia Culhane (HAV)

4.a: Soleil Errico (EUA) x Rachael Tilly (EUA)

OITAVAS DE FINAL – Derrota=9.o lugar:

1.a: Ben Skinner (ING) x Phil Rajzman (BRA)

2.a: Taylor Jensen (EUA) x Jefson Silva (BRA)

3.a: Kai Sallas (HAV) x Piccolo Clemente (PER)

4.a: Kaniela Stewart (HAV) x Augusto Olinto (BRA)

5.a: Harrison Roach (AUS) x Jack Entwistle (AUS)

6.a: Lucas Garrido Lecca (PER) x Cole Robbins (EUA)

7.a: Edouard Delpero (FRA) x Declan Wyton (AUS)

8.a: Tony Silvagni (EUA) x Taka Inoue (JPN)

RESULTADOS DOS DOIS PRIMEIROS DIAS NA AUSTRÁLIA:

PRIMEIRA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=Segunda Fase:

1.a: 1-Chloe Calmon (BRA)=17.63, 2-Tully White (AUS)=11.50, 3-Kirra Molnar (AUS)=10.57

2.a: 1-Lindsay Steinriede (EUA)=13.24, 2-Alice Lemoigne (FRA)=11.73, 3-Mason Schremmer (EUA)=11.04

3.a: 1-Honolua Blomfield (HAV)=15.17, 2-Victoria Vergara (FRA)=11.73, 3-Rachael Tilly (EUA)=7.34

4.a: 1-Sophia Culhane (HAV)=15.16, 2-Soleil Errico (EUA)=11.10, 3-Maria Fernanda Reyes (PER)=7.04

5.a: 1-Avalon Gall (EUA)=13.37, 2-Kirra Seale (HAV)=11.93, 3-Francesca Rubegni (ITA)=6.17

6.a: 1-Zoe Grospiron (FRA)=13.56, 2-Natsumi Taoka (JPN)=10.10, 3-Kaitlin Mikkelsen (EUA)=8.27

SEGUNDA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=17.o lugar:

1.a: 1-Rachael Tilly (EUA)=9.30, 2-Mason Schremmer (EUA)=7.87, 3-Maria Fernanda Reyes (PER)=7.76

2.a: 1-Kirra Molnar (AUS)=12.07, 2-Kaitlin Mikkelsen (EUA)=8.20, 3-Francesca Rubegni (ITA)=7.44

OITAVAS DE FINAL – Derrota=9.o lugar:

1.a: Chloe Calmon (BRA) 15,73 x 12,63 Kirra Molnar (AUS)

2.a: Natsumi Taoka (JPN) 16,67 x 7,73 Lindsay Steinriede (EUA)

3.a: Mason Schremmer (EUA) 14,33 x 12,33 Alice Lemoigne (FRA)

4.a: Tully White (AUS) 15,67 x 11,43 Zoe Grospiron (FRA)

5.a: Honolua Blomfield (HAV) 13,50 x 9,30 Victoria Vergara (FRA)

6.a: Sophia Culhane (HAV) 14,20 x 11,84 Kirra Seale (HAV)

7.a: Soleil Errico (EUA) 13,97 x 13,06 Kaitlin Mikkelsen (EUA)

8.a: Rachael Tilly (EUA) 13,86 x 13,67 Avalon Gall (EUA)

PRIMEIRA FASE – 1.o e 2.o=Oitavas de Final / 3.o=Segunda Fase: 

1.a: 1-Ben Skinner (ING)=13.77, 2-Jack Entwistle (AUS)=13.20, 3-Augusto Olinto (BRA)=11.13

2.a: 1-Kai Sallas (HAV)=12.77, 2-Jefson Silva (BRA)=10.84, 3-Ben Considine (AUS)=8.33

3.a: 1-Harrison Roach (AUS)=15.17, 2-Taka Inoue (JPN)=12.10, 3-João Dantas (PRT)=8.56

4.a: 1-Edouard Delpero (FRA)=10.74, 2-Cole Robbins (EUA)=10.63, 3-Piccolo Clemente (PER)=7.27

5.a: 1-Tony Silvagni (EUA)=12.50, 2-Lucas Garrido Lecca (PER)=12.00, 3-Phil Rajzman (BRA)=9.37

6.a: 1-Declan Wyton (AUS)=12.56, 2-Kaniela Stewart (HAV)=11.93, 3-Taylor Jensen (EUA)=9.70

SEGUNDA FASE – 1.o e 2.o=Oitavas de Final / 3.o=17.o lugar:

1.a: 1-Taylor Jensen (EUA)=12.30, 2-Piccolo Clemente (PER)=11.23, 3-João Dantas (PRT)=8.36

2.a: 1-Augusto Olinto (BRA)=12.33, 2-Phil Rajzman (BRA)=11.83, 3-Ben Considine (AUS)=10.30

Comentários

Galerias | Mais Galerias